Técnicas de Fabricação de Conservas e Compotas

Salon Emprendedor

Fluxograma de Produção – Fábrica de Conservas


Fábrica de vegetais e produtos em conserva - processo fluxograma


Colheita-Transporte-recepção-selecão-lavagem-preparação-escaldadora-acondicionamento-adição-cobertura-pasteurização-resfriamento-rotulado-armazenamento-despacho-Entrega


Análise passo a passo do processo de produção.


A montagem de produção do fluxograma que organizará sua fábrica e seu manejo assume um papel não só para seus processos de fabricação e fornecimento de máquinas e equipamentos para a instalação local do mesmo, mas também, auxiliará a gestão e o gerenciamento dos próprios processos, bem como na eficiência da gestão dos negócios da fábrica.


Inserimos em cada etapa do fluxograma, algumas das recomendações mais notáveis para ser levada em conta por quem irá gerenciar o processo.


Não se destina a ser um Manual Técnico, mas sim prático, e de conteúdo básico para nossos empreendedores.


Fluxograma de produção e recomendações para o manejo de Colheita e Pré-seleção


Devem ser selecionados bons provedores e frutos com um bom amadurecimento, conhecido como maduro (firme) e saudável.


Lembre-se: “Bons Provedores, clientes seguros”, será necessário montar um calendário de colheitas anuais, que permita uma programação e seleção da pauta de produtos que serão fabricados.


Transporte: Deve ser realizado em horários frescos e sem orvalho da noite a fim de que a água  associada às temperaturas de contato, não acelere reações enzimáticas. As matérias primas devem estar bem acomodadas em caixas para evitar-se danos, e se levar em conta os volumes para a adequação de sua capacidade.


Recepção: Nesta etapa, os produtos não aptos para o processo deverão ser eliminados para que assim a produção não fique comprometida, para o controle dos mesmos, deverão ser anotados: lotes, identificar origem, produtor, pesos, etc. Nesta etapa é importante estabelecer bem os critérios de seleção assim como o controle e destinação da matéria prima e insumos.


Seleção e Classificação: Aqui deve- se ser negociado com seus provedores uma circular com suas normas para que conheçam os critérios de classificação adotados por sua fábrica de preferência, e os mesmos critérios deverão ser aplicados no interior de sua de sua fábrica ao processar. Neste setor de processo, deve-se cuidar bem o manejo dos resíduos, negociar antecipadamente os subprodutos  resultantes e os que possam ser utilizados em outra linha de produção.


Lavagem e sanitização: Neste setor as etapas do processamento são de suma importância, e se a fábrica for trabalhar com produtos naturais, o cuidado será em dobro. Usar água potável, lavadores que sejam apropriados, e usar tabelas de saneamento para dosificar o cloro e os desinfetantes apropriados, bem como as normas de manejo e de tratamento do saneamento por parte de uma equipe treinada, é vital lembrar que um dos agentes contaminadores é o operador não adequado à sua função ou despreparado.


Preparação-Corte: Nesta etapa o produto fica exposto via cortes e descartes, é necessária uma área asséptica e contra insetos, pó, ou qualquer contaminante. Antes das atividades de processo, é recomendável pulverizar com álcool, toda a área com uma solução 20% água-álcool e cuidar da entrada e saída de pessoas no momento de processamento.


A equipe deve estar vestida com todas as proteções para evitar contaminações.


Escalda e branqueamento: Vegetais escaldados dão aos produtos uma melhor aparência ao fixar melhor sua cor e permitem a desativação das enzimas causadoras da deterioração dos vegetais.


Nesta fase é essencial conhecer as tabelas de cozinhamento com seus tempos para cada tipo de produto e aqui conta a experiência com testes antecipados para um bom escaldamento final, assim como o esfriamento imediato dos vegetais, para recobrar sua textura, com banho de imersão em água gelada, por tempos variáveis conforme seu tipo e textura.


Enchimento e embalagem: Nesta fase sua fabrica mostra sua arte e a diferença no mercado, beleza se Poe na mesa, portanto é a etapa em que se deve cuidar dos detalhes de cor, cortes, formas e decoração dos produtos nas embalagens, isto determinara seu real impacto comercial que se traduzirá em vendas e aceitação no mercado.


Vale a pena mencionar, que esta é a razão e o objetivo de se estar fabricando, esta é a sua missão como fabricante bem sucedido.


Adição de vinagre: Nesta fase se deve conhecer os tipos de vinagres apropriados e suas técnicas para ferver com temperos, os que darão cor, aparência e aroma desejados a seus produtos. Tudo isso, deverá ser adequado ao gosto do seu consumidor a quem dirige os produtos, conheça e estude os gostos desses consumidores, examine os produtos lideres de aceitação e formule sua proposta de sucesso.


Corte de tampas: Recomendamos verificar o manejo da esterilização de vidros e tampas e seu processo de tampar e selar. Pasteurização: esta etapa de processo tem como objetivo dar a seus produtos fabricados uma longevidade, que permite aumentar o tempo dos mesmos na gôndola de tendas e supermercados.


Acesse em nossos blogs “Pasteurização e esterilização de embalagens e produtos em conservas”.


Resfriamento: o resfriamento de produtos logo após sua pasteurização e já na embalagem definitiva, é realizado por ultrapassagem de água fria e corrente, seu cuidado será, para não quebrar os vidros com o choque térmico, nesta operação é vital boa manipulação.


Rotulo: Na sequência, devem ser secas as embalagens de vidros, proceder com a rotulagem e identificar seus lotes e datas de validade para produtos fabricados. Esta atividade rotineira de processo é resultado de um trabalho criativo e feito com antecedência. Os rótulos são suas cartas credenciadas de apresentação de sua marca e aprimoramento de qualidade de seus produtos.


Deve ser dedicado tempo especial e esmero para encontrar o melhor rótulo para sua fábrica.


Armazenamento: Os produtos devem ser acomodados em local ventilado, com temperatura ambiente e amena, agora, nesta etapa é importante revisar sua produção e observá-la por uns dias, examinar qualquer alteração de aparência, cor, turbulência, atenção para o possível aparecimento de fungos ou leveduras nos produtos, os quais devem ser descartados imediatamente e submete-los a análise para saber em que ponto do processo ocorreu  a contaminação.


Despachos e entregas: as embalagens máster devem ser estudadas e selecionadas com antecipação, onde se acomodará seus produtos para entregas e distribuição. Estas devem atender as quantidades que os comerciantes e revendedores estão acostumados a manipular, o mais importante, é que estes se adaptem a melhor forma de estimular o consumo para o aumento das compras, assim como atender algum segmento revendedor de interesse para a fábrica.


Agora só falta decidir seu próprio negócio de fábrica!

Para adquirir sua fabrica de conservas de vegetais e hortaliças com tecnologia e todo o acompanhamento técnico consulte SALON EMPRENDEDOR.


Entre em contato conosco


Sede Litoral de São Paulo
Av. Presidente Kennedy, n° 4815
Aviação – Praia Grande / SP
Tel. 1: (55)(13) 3029-0607
Tel.2: (55)(13) 3029-8570
Tel. 3: (55)(13) 3302-8460
salonemprendedor@gmail.com
Skype: salon_emprendedor
redsalonemprendedor

Sede Centro de São Paulo
Rua Vergueiro, n° 2087 – 1° andar 
São Paulo / SP
Tel. 1: (55)(11) 2805-1262
Tel. 2: (55)(11) 5087- 8810

salonemprendedor.br@gmail.com

Skype: salon.emprendedor.br